Urbanização rápida levará 3 bilhões a viverem em favelas até 2050

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.
Pesquisa da ONU revela que tendência ameaça desenvolvimento sustentável; levantamento calcula que mais de 6 bilhões de pessoas vão morar em cidades. 
Pesquisa da ONU revela que tendência ameaça desenvolvimento sustentável; levantamento calcula que mais de 6 bilhões de pessoas vão morar em cidades.
Foto: ONU-Habitat
Um relatório da ONU divulgado nesta terça-feira, mostrou que a rápida urbanização ameaça o desenvolvimento sustentável.
A Pesquisa Econômica e Social Mundial das Nações Unidas calcula que aproximadamente 6,2 bilhões de pessoas vão viver em áreas urbanas até 2050.
Favelas
Segundo o documento, mais da metade estará em favelas com pouco ou nenhum acesso aos serviços básicos de infraestrutura, como fornecimento de água, saneamento básico, eletricidade, saúde e educação.
A secretária-geral assistente para desenvolvimento econômico, Shamshad Akhtar, afirmou que a principal preocupação da ONU é com o fato de que uma em cada oito pessoas no mundo sofre de desnutrição crônica.
Segundo ela, se a tendência atual continuar, a meta de cortar pela metade a proporção de pobres que passam fome até 2015, não será alcançada, principalmente na África Subsaariana e no sul da Ásia.
Desperdício
Akhtar afirmou que com 9 bilhões de pessoas no planeta até 2050, a oferta de alimentos terá de aumentar 70% para atender a demanda.
O relatório pede mudanças não só no consumo de alimentos mas também nos padrões de produção globais para reduzir o desperdício. Atualmente, 32% de toda a comida produzida no mundo é jogada fora.
Ele alerta que são necessárias novas estratégias para lidar com os impactos causados pelo avanço das áreas urbanas.
Produção
O representante do Departamento da ONU para Assuntos Econômicos e Sociais, Desa, Sérgio Vieira, disse à Rádio ONU que é possível aumentar a produção de alimentos para atender à demanda.
Vieira participou da elaboração da pesquisa do Desa no capítulo de segurança alimentar.
"É possível. Agora, vai haver realmente grandes desafios pela frente. Você referiu agora aos 70% ( da produção de alimentos) e isso estamos a falar a nível global. Mas se formos ver os países em desenvolvimento, esse crescimento da oferta vai ter que aumentar 100%, ou seja, vai ter que duplicar. E aí é que estão os maiores desafios."
Vieira lembrou ainda que além da produção, há também o problema do acesso. Em muitas regiões as pessoas que necessitam de comida não têm como chegar aos locais de venda.
Desafios
O documento diz que o mundo enfrenta desafios nas três dimensões do desenvolvimento sustentável; econômico, social e ambiental. Mais de 1 bilhão de pessoas ainda vivem em condições de extrema pobreza e a desigualdade de salários continua aumentando globalmente.
Além disso, o relatório mostra que um ritmo de consumo insustentável combinado com o padrão de produção resultaram em gigantescos custos sociais e econômicos que podem colocar em risco a vida no planeta.
Para os especialistas, o desenvolvimento sustentável precisa ser inclusivo e prover um cuidado especial às necessidades dos mais pobres e vulneráveis.
Brasil
O documento cita ainda os avanços conquistados no mundo para reduzir a pobreza. O Brasil é citado como um exemplo de sucesso. Ele explica que o país teve mais êxito na redução da pobreza, em parte, porque também conseguiu reduzir a desigualdade, indo contra a tendência geral vista nos outros países.
Pesquisas anteriores mostraram que a redistribuição de apenas 1% da renda dos mais ricos pode fornecer ajuda aos 20% mais pobres da população.
Curitiba foi mencionada pelo relatório como uma das cidades que conseguiu unir desenvolvimento e crescimento sustentável.
O documento diz que a cidade brasileira ganhou reconhecimento mundial pela ação integrada do sistema de transporte público implementada nos últimos 40 anos.
Além disso, o relatório cita o subsídio dado aos mais pobres para que usem os meios de transporte públicos.
Curitiba tem 60 metros quadrados de área verde por habitante, um dos índices mais altos do mundo.
Fonte:


Postar um comentário

Formulário de Inscrição - Especifique o nome do projeto que tem interesse

Nome

E-mail *

Mensagem *

Índice de postagens do blog do Instituto Árvore da Vida - IAV

Assine nossa página no Facebook em https://www.facebook.com/arvoredavida
Link para o perfil do Instituto Árvore da Vida no Facebook

.

.
Missão do Instituto Árvore da Vida:
Realizar ações e projetos de preservação ambiental e inclusão social, envolvendo o meio ambiente e a cultura. Difundir o conhecimento de técnicas e aplicações de tecnologias e produtos ambientalmente corretos, cursos de educação sócio ambiental e projetos técnicos na área do meio ambiente, preservação e proteção da fauna e flora.
Breve Histórico sobre o Instituto Árvore da Vida:
O Instituto Árvore da Vida é uma OSCIP que tem por objetivo a preservação ambiental e a inclusão social. Teve sua fundação registrada no dia 06 de setembro de 2005. Foi qualificada como OSCIP pelo Ministério da Justiça em 28 de novembro de 2005.
Os integrantes desta entidade acumularam experiências ao longo de uma trajetória de trabalhos vinculados às questões ambientais, sociais e culturais.
No contexto de uma região metropolitana, conturbada com o desequilíbrio ambiental, o caos social e toda a degradação que os grandes centros urbanos oferecem, entendemos que nossa contribuição para um mundo melhor e para o futuro da humanidade é dedicar nossas habilidades intelectuais, artísticas e condições físicas ao desenvolvimento de uma postura reformadora diante destes fatos.
Da união de diversos profissionais capacitados e intencionados, movidos por este propósito, criou-se esta entidade. Acreditando também que o 3° Setor é o fiel da balança de nossos tempos, realizamos este feito, criar uma OSCIP de preservação ambiental e inclusão social.
O Instituto Árvore da Vida é nosso instrumento de ação, nossa palavra e nossa contribuição para nossa cidade, nosso país, nosso planeta. Trabalhamos para a cura do planeta.

O que é o Projeto Cidades Inteligentes?

O Projeto Cidade Inteligente BR - Smart City é uma ação focada no uso da tecnologia e tecnologia da informação em prol do desenvolvimento sustentável, unindo diversos atores na realização de projetos e políticas públicas. Oferece ao cidadão uma ferramenta de participação ativa na gestão dos recursos disponíveis, bem como a interação dos poderes decisórios, organizações públicas, privadas, profissionais liberais e estudantes. Trabalha como facilitador de processos no desenvolvimento econômico sustentável. Tem como proposta a redução de desigualdades sociais e regionais; incentiva, apoia e propõe inovação tecnológica; expansão e modernização da base produtiva de ciência, tecnologia e tecnologia da informação; trabalha para o crescimento do nível de emprego e renda, bem como na redução da taxa de mortalidade de micro e pequenas empresas; atua no aumento da escolaridade e da capacitação, da produtividade e competitividade e das exportações. Articula recursos e conhecimento em benefício do trabalho cooperado entre parceiros estratégicos visando a obtenção dos melhores resultados. Trabalha em redes físicas e virtuais, disponibilizando a todos os atores envolvidos nos processos informação, distribuição de riqueza e conhecimento proporcionalmente à interação nos processos. O projeto prevê a criação de plataforma tecnológica como base de integração no uso de LED´s em postes de iluminação; bem como sensores e atuadores, oferecendo múltiplos serviços gestionados e unificados num único instrumento, múltiplas Apps para o público, visitante, turista ou cidadão de modo seja possível sentir a experiência na funcionalidade de uma cidade inteligente.

Acompanhar a tendência mundial de transformação dos centros urbanos em cidades inteligentes, bem como a busca da sustentabilidade ambiental e econômica faz com que gestores públicos, profissionais, empresas, ONGs e a sociedade de modo geral queiram entender, participar e receber os benefícios de uma cidade inteligente e sustentável.

Chegamos finalmente na questão crucial, o que realmente é uma cidade inteligente sustentável?

Para muitos as cidades inteligentes dispõem de tecnologia a serviço do cidadão, das organizações, de governos, empresas, etc. Não deixa de ser uma verdade, entretanto tal qual o conceito de Inteligência Múltipla aplicada a humanos, o termo cidade inteligente requer um olhar que prestigie a diversidade intrínseca ao tema. São muitos os componentes possíveis à cidade inteligente e para cada olhar e demanda há um formato específico. Será necessário ter acesso ao conceito, aos formatos disponíveis para efetivamente fazer escolhas. O tema sustentabilidade é controverso e na atualidade há de se ter discernimento sobre métodos e modos de operar a sustentabilidade em sistemas urbanos e novamente o conhecimento da diversidade possível dará subsídios para escolhas conscientes desde o cidadão comum aos poderes decisórios na esfera pública e privada.

http://cidadeinteligenteesustentavel.blogspot.com.br/

.

.

Áreas de atuação do IAV registradas no Estatuto Social



I. Realização de Diagnósticos Ambientais.

II. Realização de Estudos de Impacto Ambiental.

III. Execução de Projetos e Implantação de Reflorestamentos.

IV. Execução de Planos de Manejo para Áreas Florestais.

V. Execução de Projetos, Orientação Técnica para Adoção de Praças Públicas.

VI. Desenvolvimento de Projetos Auto-Sustentáveis Ambientalmente.

VII. Execução e Implantação de Projetos Habitacionais Integrados a Projetos de Preservação e Recuperação Ambiental.

VIII. Estudo e Implantação de Soluções Técnicas em Ambientes Urbanos Degradados, Desenho Urbano, Arquiteturas, Sistemas Viários, Sinalizações, Acessos e Circulação de Pedestres, Preservação de Ambientes Urbanos, Intervenções Urbanas Ambientalistas.

IX. Assessoramento e Monitoramento de Projetos de Preservação e Recuperação Ambiental.

X. Desenvolvimento de Estudos, Projetos, Produtos e Metodologias que tenham por objetivo a Preservação

Ambiental ou Recuperação Ambiental.

XI. Desenvolvimento de Programas de Informação (implantação de Rádios Comunitárias e TV Comunitária) junto comunidade com vistas a multiplicar Ações de Preservação e Recuperação Ambiental.

XII. Produção e Publicação de Livros, Revistas, Jornais, Programação Visual (Cartazes, Banners, Outdoors, Brindes, artesanato, utensílios, objetos de arte, vestuário, calçados, bonés, chapéus, bandeiras, brinquedos, artigos de papelaria, alimentos e produtos que utilizem tecnologias que preservem o meio ambiente ou divulguem a preservação e recuperação ambiental).

XIII. Comercialização de Produtos hortifrutigranjeiros que sejam produzidos por programas implantados por esta OSCIP e que obedeçam a uma política preservacionista.

XIV. Implantação de Programas de Educação Ambiental.

XV. Implantação de Programas de Hortas Comunitárias.

XVI. Implantação de Projetos Culturais.

XVII. Defesa do Patrimônio Artístico, Histórico e Cultural.

XVIII. Promover Intercâmbio com Instituições Culturais, mediante convênios que possibilitem Exposições, Reuniões, Espetáculos, Conferências, Debates, Feiras, Projeções Cinematográficas, Festejos e Eventos Populares e Todas as Demais Atividades Ligadas ao Desenvolvimento Artístico e Cultural.

XIX. Realizar Promoções destinadas à Integração Social da População, com vistas à Elevação Cultural e Artística.

XX. Apoio à Preservação do Folclore e suas manifestações.

XXI. Desenvolvimento de Produtos Fitoterápicos.

XXII. Proteção animal e defesa da fauna e flora silvestres

XXIII. Acompanhamento e monitoração de atividades científicas e de estudo, pesquisa e testes com seres vivos, com objetivo de manutenção da ética e respeito pela vida.

.

.

Pensar global e agir local

Pensar global e agir local
Conheça nossos projetos e apoie nossas ações

O Instituto Árvore da Vida - IAV - É uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público - OSCIP

Conheça a proposta do projeto Nascentes Urbanas
Clique aqui
Entre em contato com o Instituto Árvore da Vida.
E-mail:institutoarvoredavida@gmail.com
Fones:+55(19)995913967
Somos uma entidade sem fins lucrativos qualificada como OSCIP pelo Ministério da Justiça. Pessoas físicas e pessoas jurídicas podem se beneficiar de incentivos fiscais fazendo doações.
Para doações e contribuições:
Banco Santander. Agência 0207. Conta 13005609-3